Comunicação
24/01/2023

Comunicar com o coração para promover uma cultura de paz

Na manhã desta terça-feira (24), foi divulgada a mensagem do Papa Francisco para o 57° Dia Mundial das Comunicações Sociais, celebrado em 21 de maio. Este ano, o Papa propõe como tema: "Falar com o coração. Testemunhando a verdade no amor".

O Pontífice inicia o texto, recordando que, nos anos precedentes, foi refletido sobre os verbos "ir, ver e escutar como condição necessária para uma boa comunicação". Este ano, o Papa se detém sobre a importância de falar com o coração. "Foi o coração que nos moveu para ir, ver e escutar, e é o coração que nos move para uma comunicação aberta e acolhedora", ressalta Francisco, recordando que "não devemos ter medo de proclamar a verdade, por vezes incômoda, mas o fazer sem amor, sem coração. Só ouvindo e falando com o coração puro é que podemos ver para além das aparências, superando o rumor confuso que, mesmo no campo da informação, não nos ajuda a fazer o discernimento na complexidade do mundo em que vivemos.” 

A mensagem do Papa para o 57° Dia Mundial das Comunicações Sociais traz São Francisco de Sales, patrono da Congregação Salesiana e dos jornalistas, como personagem central e exemplo de uma comunicação feito com o coração. "Um dos exemplos mais luminosos e, ainda hoje, fascinantes deste «falar com o coração» temo-lo em São Francisco de Sales, Doutor da Igreja, a quem dediquei recentemente a Carta Apostólica Totum amoris est, nos 400 anos da sua morte", ressalta o Papa. "A par deste aniversário importante e relacionado com a mesma circunstância", recorda ele, "apraz-me recordar outro que se celebra neste ano de 2023: o centenário da sua proclamação como padroeiro dos jornalistas católicos, feita por Pio XI com a Encíclica Rerum omnium perturbationem. Mente brilhante, escritor fecundo, teólogo de grande profundidade, Francisco de Sales foi bispo de Genebra no início do século XVII, em anos difíceis marcados por animadas disputas com os calvinistas. A sua mansidão, humanidade e predisposição a dialogar pacientemente com todos, e de modo especial com quem se lhe opunha, fizeram dele uma extraordinária testemunha do amor misericordioso de Deus".

"O santo bispo de Genebra nos recorda, através dos seus escritos e do próprio testemunho de vida, que «somos aquilo que comunicamos»: uma lição contracorrente hoje, num tempo em que, como experimentamos particularmente nas redes sociais, a comunicação é muitas vezes instrumentalizada para que o mundo nos veja, não por aquilo que somos, mas como desejaríamos ser. Possam os agentes da comunicação sentir-se inspirados por este Santo da ternura, procurando e narrando a verdade com coragem e liberdade, mas rejeitando a tentação de usar expressões sensacionalistas e agressivas", sublinha ainda o Pontífice.

Confira na íntegra a mensagem do Papa Francisco para o 57° Dia Mundial das Comunicações Sociais clicando aqui.

Fonte: Equipe de Comunicação da Rede Salesiana Brasil, com informações do Vatican News

 

Compartilhe
Receba as novidades no seu e-mail
Quero receber