03/04/2024

Segundo dia da Jornada Formativa tem visita à Basílica

O segundo dia da Jornada Formativa GIROLHAR começou com uma programação recheada de atividades e reflexões para as Coordenações Pedagógicas da Educação Infantil das escolas salesianas. O evento, que acontece em Aparecida (SP), de 02 a 05 de abril, por meio da parceria entre a Rede Salesiana Brasil e sua Editora Edebê, conta com um tema geral para nortear as ações de cada dia e o tema escolhido para o segundo dia foi “Olhar e cultivar a Pedagogia Salesiana Contemporânea, planejando, avaliando e documentando…”. No decorrer dos dias da Jornada, serão abordados temas identificados como prioritários nas escutas às Coordenações Pedagógicas, os participantes terão a oportunidade de conhecer as atualizações da Coleção GIROLHAR e de ampliar os debates, as reflexões, as partilhas e as construções colaborativas.

As ações do dia tiveram início com uma Acolhida protagonizada pelo Coordenador das Escolas Salesianas da Inspetoria Salesiana São João Bosco, Paulo Rogedo. Logo em seguida, os participantes contaram com um momento de ricas reflexões à luz do tema: “Referenciais institucionais da Educação Infantil da RSB: Currículo e Diretrizes”, comandado pelo Coordenador das Escolas Salesianas da Inspetoria São Pio X, Pe. Leandro Brum Pinheiro, juntamente com a Gestora Pedagógica da mesma Inspetoria, Ana Cristina Sofiati.

Para fazer uma partilha sobre a implantação e a aplicabilidade do currículo na escola, foram convidadas a Coordenadora Pedagógica do Colégio Salesiano Santa Teresinha, de São Paulo (SP), Cybele Roncato Zancarli; e a Coordenadora Pedagógica do Liceu Leão XIII, de Rio Grande (RS), Eduarda de Mello Porciuncula.

Ainda na manhã do segundo dia, todos os participantes da Jornada Formativa GIROLHAR foram convidados a fazer uma visita em grupo à Basílica de Nossa Senhora Aparecida, o maior Santuário no mundo dedicado a Maria. A visita representa um momento muito especial para os integrantes da missão salesiana, uma vez que a figura de Maria sempre esteve presente, desde o início das ações de Dom Bosco e Madre Mazzarello em prol das juventudes.

No período da tarde, a Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), Bruna Ribeiro, comandou a palestra “A escuta como fundamento do planejamento e da documentação pedagógica”.

                

Confira alguns depoimentos de participantes do segundo dia da Jornada Formativa GIROLHAR:

“Estou bem animada de estar aqui e poder compartilhas algumas reflexões sobre, primeiro, o que são essas abordagens participativas, o papel e a importância da escuta para dar sustento para essas abordagens, o que é o currículo contemporâneo de bebês e crianças e como isso pode se reverter em uma documentação pedagogia mais qualificada”

Bruna Ribeiro, Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP)

 

“Para esse encontro, eu venho com muitas expectativas em compartilhar algumas dores da Coordenação Pedagógica, mas também buscarmos soluções para que possamos melhorar as nossas práticas e levar daqui ensinamentos e muita troca para contribuir, de uma maneira geral, para o grupo de educadores, consequentemente trazendo benefícios para as nossas crianças e a família, nessa parceria de escola, família e comunidade”

Cybele Roncato Zancarli, Coordenadora Pedagógica do Colégio Salesiano Santa Teresinha, de São Paulo (SP)

 

“Nessa Jornada Formativa do Girolhar, as minhas expectativas eram gigantes, mas nesses dois primeiros dias já vivenciados, o evento já superou minhas expectativas e eu pretendo levar para casa muita informação, conhecimento e teoria para que eu possa conseguir implementar com meu grupo de professores um currículo que respeite cada vez mais as infâncias, que considere a criança como um sujeito ativo, capaz e produtor de cultura, então hoje eu pretendo sair desse evento abastecida com bastante material pra compartilhar com minha equipe”

Eduarda de Mello Porciuncula, Coordenadora Pedagógica do Liceu Leão XIII, de Rio Grande (RS)

 

“Esse encontro tem sido muito importante para nós, primeiro porque reforça a nossa identidade curricular, reforça o nosso trabalho enquanto currículo, enquanto documentação, mas, sobretudo, nos dá base para que a gente possa de fato acompanhar as equipes de Coordenação e o trabalho efetivo também das professoras na Educação Infantil. A gente, mais uma vez, alinha na mesma linguagem, na mesma concepção, reforçando aquilo que são valores salesianos, mas também os nossos referenciais pedagógicos e só reforça que a gente continua alinhado com a Rede Salesiana Brasil e caminhando nessa mesma estrada, então esse encontro tem sido importante para que a gente, mas uma vez, reforce a nossa pertença à Rede e, sobretudo, forme com qualidade, com competência e na identidade salesiana, os nossos professores”.

Pe. Leandro Brum Pinheiro, Coordenador das Escolas Salesianas da Inspetoria São Pio X

 

“Com muita ansiedade e muita felicidade, nós viemos para esse encontro e sairemos daqui, com certeza, pensando nos conceitos que foram trabalhados com muita profundidade sobre o que são as infâncias e quem são as crianças, a relevância da intencionalidade e da documentação de todos esses processos de ensino-aprendizagem que acontecem desde os bebês até as nossas crianças maiores que encerram a Educação Infantil”

Ana Cristina Sofiati, Gestora Pedagógica da Inspetoria São Pio X

Por Equipe de Comunicação da Rede Salesiana Brasil

Compartilhe